PREÇO DO DIESEL Deputado Federal Gilberto Abramo (Republicanos) pede esclarecimentos em audiência pública

A Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara Federal recebeu, em audiência pública na terça-feira (08/10), o presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, para participar de um debate sobre a política do preço do diesel no Brasil. O requerimento é do Deputado Federal Gilberto Abramo (Republicanos-MG).

Castello Branco disse que a Petrobras vem fazendo o possível para manter os valores conforme o que é praticado internacionalmente. “Os combustíveis são commodities globais, dependem da oferta e da demanda mundial. Atualmente o aumento dos preços é mais espaçado, não utilizamos mais a prática de reajustes diários”, explicou.

A empresa é responsável por 54% do preço na bomba no caso do diesel, 33% na gasolina e 38% no gás de cozinha. O preço final varia ainda conforme o ICMS cobrado em cada estado e outros tributos, entre outros fatores.

O Deputado Gilberto Abramo questionou o valor dos combustíveis em relação ao custo de vida dos brasileiros e se há medidas governamentais em relação aos impostos incidentes. “O valor do preço dos combustíveis continua alto em relação ao Brasil. Se o problema maior são os tributos, existe alguma política de preços do diesel por parte do governo?”, argumentou.

Gustavo Manfrim, (Coordenador-Geral de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis – Ministério de Economia), lembrou que os tributos federais como PIS e Cofins, em relação ao diesel, foram reduzidos em 0,18% e que os impostos estaduais, como o ICMS, acabam sendo o dobro dos federais.

Caminhoneiros
Roberto Castello Branco também comentou o aumento da frota de caminhões em 47,3% entre 2008 e 2017. No mesmo período o Produto Interno Bruto (PIB) cresceu 10%. “Se a frota cresceu mais que a atividade econômica, houve um desequilíbrio.”

Lançamos o cartão do caminhoneiro. É um cartão com o qual o caminhoneiro pode ir ao posto da BR e adquirir litros de diesel, e os preços não vão mudar durante 30 dias. Se ele notar que o preço está caindo, ele pode converter os litros de volta em reais”, explicou o presidente.

Renata Beckert Isfer (Secretária Adjunta de Petróleo, Gás Naturais e Biocombustíveis –
Ministério de Minas e Energia) falou sobre a importância dos biocombustíveis para a diminuição dos preços dos combustíveis. “Incentivamos o ouso dos biocombustíveis, uma vez que a fragmentação da matriz gera concorrência no mercado”, ressaltou.

Para o Deputado Gilberto Abramo, é preciso um plano governamental em relação à diminuição dos valores dos combustíveis, uma vez que eles atingem não apenas os proprietários de veículos, mas também aqueles que utilizam o transporte público.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *